"If you say so"
É que você é o meu lugar preferido. No choro ou no riso, eu quero acabar com a minha cabeça enterrada no seu abraço, em silêncio ou ouvindo suas mil histórias, não me importa: eu sei exatamente onde quero estar. Eu quero descansar meu cansaço mental e físico contigo, mas não quero te cansar, entende? É que você não enxerga, não acredita que eu vivo jogando tudo fora… Não sabe que eu, no fim das contas, nunca pedi por ninguém. A minha farsa era falar coisas bonitas, e só. E se hoje eu virasse as costas e deixasse tudo para trás, abandonaria a minha própria paz. Talvez nós jamais sejamos aqueles casais que se encontram nos fins de tarde para irem juntos para casa, muito menos aqueles que programam o sábado juntos. Mesmo assim, somos nós. Porque não nascemos para o comum dos outros. Não nascemos para enfeitar álbum de casamento. Nós nascemos para fugirmos e mandarmos um cartão-postal vez ou outra, da China ou de Nova Iorque, você decide. Não somos modelo, mas somos realidade. Você não sabe… Você nunca abre os olhos para ver. — Camila Costa.  (via querido—john)

Dava para escrever um livro com apenas a primeira vez que os olhares se cruzaram. Sim, sim! Os olhos dela sempre me dizem coisa indizíveis, e ao sorrir com aqueles olhos. Olhos insanos… Desses que você não pode olhar muito, ou caí num abismo, sempre evitei os olhos dela, porque quase cai no abismo, e quando me dei conta estava agarrada a uma flor, que de longe parecia me evitar cair naquele encanto, mais quando percebi já era tarde, eu me tornei a flor, as pétalas e a raiz que esta incrivelmente enraizada no abismo que é você, e o encanto dos olhos é o orvalho de toda manhã me tocando e revigorando… Logo eu que me acho tao poderosa e sem medos, que foi em um desses dias amedrontados, que me enraizei e me nos tornamos uma só! — Com amor; Star  (via eu-lua-tu-estrela)

Hoje eu percebi que a vida vai mais além do que ficar se lamentando por algo que não deu certo. Sabe aquele momento em que a gente deita pra dormir e sonha um monte de coisa antes de pegar no sono? Foi ai que eu percebi que já fazia meses que eu só sonhava acordado com você. Com o por quê de você ter seguido sem mim. Se o problema era eu ou as minhas manias estranhas. Eu sou tão difícil, complicado, feio e estranho assim que ninguém é capaz de me amar? Meus olhos já estavam começando a encher de lágrimas quando me dei conta que a vida continua. Com ou sem você. Eu era uma pessoa feliz, apesar de tudo. Com uma família complicada mas que me ama, com alguns amigos anormais, poucos, mais verdadeiros. Então por que lamentar? Parecia que era a primeira vez que alguém tinha me dado um pé na bunda. Deus, não era. Eu sobrevivi antes e sobreviveria dessa vez. E da próxima e da próxima… até encontrar um amor que não machuque, que aceite toda minha bagunça e meus medos, um amor que não deixe o próximo existir. Então fechei os olhos e dormir feito um anjo. — Querido John (via querido—john)

inverbos:

Seguindo geral no instagram, sigam lá. 
x 6673 x
x 6066 x